Heidelberg lança a Chapa Saphira Thermal Plate FND 310, quinta geração de chapas sem processamento químico

Chapa, que já está no mercado, elimina grande parte do processo e tem desempenho equivalente às com processamento, com a vantagem de trazer economia de tempo, insumos, peças, água e energia elétrica

No dia 13 de junho, durante um evento no Print Media Center – PMC, localizado na Escola Senai Theobaldo de Nigris, na Mooca, em São Paulo, clientes e convidados da Heidelberg puderam ver, ao vivo, o desempenho da Chapa Saphira Thermal Plate FND 310, uma chapa altamente robusta que permite um rápido set-up, pode ser aplicada em todos os segmentos gráficos como o editorial, promocional e embalagem, permite impressão em todos os tipos de tinta convencional ou UV com altas tiragens, mesmo em substratos abrasivos.

As chapas com processamento exigem processadora, revelador, reforçador, goma, controle de temperatura, regeneração, gasto com água, energia elétrica, peças, manutenção e fidelização. Com este lançamento da Saphira, uma chapa sem processamento químico elimina todos os itens acima, com a consequente simplificação e economia que isso traz, e com alto desempenho. Essa chapa é a Chapa Saphira Thermal Plate FND 310, um aprimoramento da FND 300.

Caio Sanjurjo, supervisor de produtos chapas, da Heidelberg, explica que “a Chapa Saphira Thermal Plate FND 310 é a quinta geração de chapas sem processamento. O grande diferencial deste lançamento é que, até a quarta geração, se comparada às de processamento químico, as chapas sem processamento eram consideradas ‘sensíveis’. Com a evolução e o consequente lançamento da Chapa Saphira Thermal Plate FND 310, essa distinção sumiu e a Heidelberg pode apresentar uma chapa ecologicamente correta, de desempenho compatível com a chapa com processamento, mas sem o uso de químicos e economizando água, energia elétrica, insumos e peças, com qualidade compatível ou superior às chapas que utilizam produtos químicos.”

Grafitusa testou e aprovou
Uma gráfica que aprovou a Chapa Saphira Thermal Plate FND 310 é a Grafitusa. Prestes a completar 100 anos de fundação, é a gráfica mais antiga em funcionamento em Vitória, no Espírito Santo. Seu moderno parque gráfico hoje emprega 80 colaboradores e é referência em termos de qualidade e eficiência na área gráfica. Romulo Samorini, diretor da empresa, explica que já utilizavam a chapa Saphira FND 300. “Começamos a usar a Chapa Saphira Thermal Plate FND 310 desde meados de junho e a troca foi ótima. A adaptação do novo modelo foi extremamente simples, tudo continuou funcionando normalmente, não houve qualquer interrupção. A chapa vai direto do CtP para a impressora, eliminando tempo de preparação. O acerto é rápido, com isso utilizamos menos papel, além da economia de água, energia elétrica, peças e insumos. Tudo isso com ótimo desempenho, realmente foi um avanço em termos de chapas”, completa Romulo.

Mais Informações

  • Speedmaster. É inspiração.

    Speedmaster. É inspiração.

    Inspire-se e descubra as oportunidades que a sua Speedmaster lhe oferece.
    mais

  • Planos de Manutenção Heidelberg.

    Contrato um plano agora e ganhe 5% de desconto!
    mais

  • Publicações

    As últimas informações - tudo a respeito de inovações da Heidelberg e o que há de novo na indústria gráfica.
    Heidelberg News

Entre em contato.

Seu diálogo com a Heidelberg.

Ohr und Sprechblase in HDM-Farben

Atendimento Heidelberg


Clique aqui para entrar em contato conosco