Receber uma oferta

Speedmaster XL 106-8-P da Rona, de Belo Horizonte, trouxe aumento de produtividade e atendeu às expectativas da gráfica

25/06/2020

Julio Pena, da Rona: “essa máquina nos possibilitou aumentar a impressão de material didático. Atendeu a todas as nossas expectativas e, além do aumento da produtividade, economizamos em mão de obra, tempos de acerto etc”.

A Rona Editora, de Minas Gerais, instalou uma Speedmaster XL 106-8-P em setembro de 2018. Fundada em 1976, a Rona chega aos 44 anos como referência no mercado gráfico mineiro e nacional. Atualmente com 170 funcionários, ocupa um espaço de 13 mil metros quadrados na capital mineira, Belo Horizonte. Em 2008 a Rona iniciou a produção de livros didáticos e infantis, produzindo títulos literários, paradidáticos e de apoio ao professor, além da Coleção Sempre Viva, composta por materiais didáticos para a Educação Infantil.

E é exatamente nesse segmento, o de livros didáticos, que a Speedmaster XL 106 veio provar sua versatilidade e grande produtividade. Júlio Pena, proprietário e fundador da Rona, explica: “essa máquina nos possibilitou aumentar a produção da impressão de material didático. Além do aumento da produtividade, economizamos em mão de obra, tempos de acerto etc. Posso dizer que ela atendeu a todas as nossas expectativas, ao ponto de substituir duas impressoras mais convencionais.”

Para Philipp Fries, gerente de produto sheetfed da Heidelberg, “a grande diferença entre as impressoras substituídas e o investimento recente é a filosofia “Push to stop”. Aprendemos já no início da instalação do equipamento que o novo conceito se encaixa no segmento de livros didáticos perfeitamente”.

“Push to stop” significa, em português, “pressionar para parar” e é exatamente isso que acontece na produção desta impressora. Os próximos trabalhos esperam em uma fila de serviço, liberado via pré-impressão através do sistema de integração Prinect. De maneira autônoma, o software inteligente da impressora, “Intellistart 2”, administra a troca dos trabalhos, reconhece a primeira folha impressa dentro dos padrões estabelecidos e inicia a produção, da mesma maneira com o próximo trabalho, e assim por diante, de forma automática.

Philipp explica que “é comum no segmento de livros didáticos haver várias entradas em máquina sem mudar a ordem das cores e sem trocar o tipo de papel. Assim, a máquina aproveita esse conceito ao máximo e obtém enorme produtividade, que permite a lucratividade mesmo com pequenas tiragens.”

Júlio enfatiza que a Speedmaster XL 106 não para, trabalhando em três turnos. “Ela veio para resolver o nosso problema de impressão para a atual demanda”, finaliza o proprietário da Rona.

Contato com Heidelberg do Brasil

Aguardamos a sua mensagem. Para poder reagir rapidamente à sua solicitação, precisamos de algumas informações.

* Esses campos são obrigatórios.